quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Por que a dificuldade de fazer gol fora de casa?

O Criciúma quebrou o jejum e, depois de seis jogos, finalmente marcou pelo menos um gol fora de casa, no empate em um a um diante do São Paulo! Se serve como consolo, o Flamengo ainda não fez nenhum como visitante no atual Campeonato Brasileiro!! Massss...qual o motivo...a razão ou circunstância para que sejam encontrados tantos obstáculos? Dentro do que penso sobre futebol, o “retranquismo” (Palavra que não existe no dicionário, mas que serve prá identificar o problema!) proposto pela maioria dos treinadores é a causa principal. O medo de perder um ou mais jogos e deixar o time lá na parte de baixo da tabela, o que pode culminar com demissão de cargo, sem dúvida alguma faz com que as comissões técnicas estudem bastante uma forma de se “fechar” fora de casa. É a maneira mais correta? Nem sempre. Entretanto, pode ser usada, sim, quando o time que se tem na mão não é dos mais qualificados e confiáveis. E...no atual contexto da Série A quem pode se “assanhar” em casa ou longe dela? Pois afirmo que Cruzeiro, Fluminense e Internacional têm jeito de jogar, cada um a seu estilo, que se repete em qualquer estádio ou ocasião. Obviamente que, Marcelo Oliveira, Cristóvão Borges e Abel Braga têm, em seus respectivos grupos, atletas qualificados e em bom número! Isso não representa dizer, no entanto, que um desses três times será o campeão da temporada. Esta é uma situação de momento. Aliás, quase tudo no futebol hoje é instantâneo ou circunstancial! Assim, hoje o melhor futebol do Campeonato Brasileiro está com Cruzeiro, Fluminense e Inter. Mas vai continuar desta forma? Pouco provável. Afinal, serão 38 rodadas e apenas um terço deste número foi disputado!
E, diante do que temos visto e projetando o que vem pela frente...quem possui condições para mudar tal quadro? Entendo que Corínthians, Santos, Grêmio e Atlético Mineiro podem complicar a turma que hoje ocupa as primeiras posições. Se observarmos a tabela, notaremos que o Sport é 5º, São Paulo 7º, Goiás 8º e Atlético Paranaense 9º. Só que não vejo tanta capacidade nestas equipes para realmente brigar pelo título. Vale frisar que, dos considerados “grandes”, Palmeiras, Botafogo e Flamengo estão mais abaixo na classificação.
Quanto aos demais participantes, fico um pouco perplexo com relação às projeções de Coritiba, Figueirense e Bahia. Em 2.013, o “Coxa” já quase caiu! E, este ano, volta a dar sinais de continuar a correr sério risco! Sobram Vitória, Chapecoense e Criciúma. Claramente, os baianos e o Tigre buscam mesmo objetivo, ou seja, de consolidar permanência na Série A para a próxima temporada. Lembro ao leitor que, tanto Criciúma como Vitória, já desceram e subiram algumas vezes. Inclusive, freqüentaram até a Série C, lembram? Com relação à Chapecoense, estamos percebendo uma campanha acima do esperado. Até agora, a turma do Oeste tem convencido. Contudo, tenho dúvidas se vai ter forças para continuar surpreendendo!

2 comentários:

  1. Gilberto,ouvi um comentário que jogadores do Criciúma estão procurando complementar a sua preparação física porque está sentindo pouco aquilo que faz no clube.É um absurdo.Se é verdade passo a acreditar num mal trabalho feito pelos responsáveis e justifica a má performance dos jogadores no que refere a tantas lesões na equipe.Por favor meu caro,você que está diariamente conversando com os setorístas poderia me confirmar isto?Olha,se for verdade,pior para eles,porque o bicho vai pegar.

    ResponderExcluir
  2. Gilberto Custódio8 de agosto de 2014 12:50

    Leôncio, não tenho conhecimento desse fato. Aqui...não se sabe sobre tal situação. Acho que não procede com a verdade!

    ResponderExcluir