terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Há 13 anos...!!

Mais uma história pra revivermos a “seção memória” aqui neste espaço. Fim de dezembro de 2.001 e o Criciúma passou um sufoco danado pra se manter na Série B do Campeonato Brasileiro. Lembram? Como tem problemas o Tigre pra se dar bem em competições nacionais como o Brasileiro, não é mesmo??? Pois bem, era fim de ano...todo mundo já projetando a temporada seguinte e o Criciúma “se lascando” pra poder ficar na 2ª Divisão Nacional! Jogou uma fase de repescagem com o Sergipe que, daquele ano pra cá, “sumiu do mapa” no contexto do futebol brasileiro!

Foi uma espécie de “mata-mata” contra a equipe sergipana. Dois jogos, sendo o primeiro aqui e o segundo no nordeste brasileiro. Na ida, o Tigre se deu bem e meteu 3 a 1, gols de Cristian, Mahicon Librelato e Ernestina, isso no dia 27 de dezembro. Na volta...0 a 0, dia 30, no estádio Lourival Batista, em Aracajú. Quem perdesse dos dois ia ser rebaixado para a Série C!! Todo cuidado era pouco! Mas o Criciúma, treinado por Cuca e, com algumas manobras políticas conseguiu seus objetivos.

Time base daquele dia de sufoco e tensão, em 30 de dezembro de 2.001: Roberto... inexplicavelmente dispensado pela Ponte Preta e não “querido” pelos atuais dirigentes do Criciúma; Robson, primo do Maicon Sisenando, hoje joga futebol amador quando a “barriga” deixa; Lúcio Surubim, atual comentarista do Sportv/Recife; Luciano, hoje com 36 anos e ainda joga por campos do nordeste e centro-oeste do País; Dione, um volante descoberto no futebol de Pelotas, trazido por Moacir Fernandes, mas que por aqui, jogou muito pouco. Depois ainda colocou o clube na justiça para ser liberado sem ônus!! Seguindo com a escalação, daquela partida contra o Sergipe...André Gheller, volante que veio do Inter e também não mostrou grande coisa; Juliano...da casa e as vezes atrapalhado por problemas familiares que prejudicaram sua carreira; Paulo César...outro que veio do colorado gaúcho e jogou bem mais no ano seguinte quando da conquista do Brasileiro da Série B; Jéfferson Feijão...trazido do Cruzeiro com razoável aproveitamento aqui e outro que “aprontou” pra sair de graça, através de ação judicial; Ernestina...atacante de alguma qualidade oriundo do futebol gaúcho; e, Crístian, outro centroavante que jogou pouco no Criciúma. Foram aproveitados, ainda, Bruno, filho do Geraldo Pereira, ex-ponta do Joinville, que tinha boa técnica, mas o diabetes o atrapalhava bastante; João Miguel, zagueiro “durão” que foi emprestado pelo Internacional; e, Roberto Diniz, outro jogador para o setor de frente que produziu bem menos do que se esperava! O Criciúma acabou aquela disputa como 22º colocado na classificação geral. O último que não rebaixou. O torneio teve 28 participantes e, a partir do 23º, os clubes sofreram descenso!!

O Passarinho Arrepiado refresca minha memória pra lembrar que, na mesma competição, o Figueirense foi um dos que subiu! Aliás, o regulamento previa dois clubes conquistando o acesso pra série A de 2.002 e, além do alvinegro do Estreito, o Payssandú  também obteve conquista! Ainda sobre o Figueirense, subiu em 2.001 e, de 2.002 até 2.008, permaneceu na Série A do Campeonato Brasileiro. Sete anos...recorde catarinense em participações seguidas na 1ª Divisão!!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Ir ao mercado ou jogar com o que tem?

Mesmo que o presidente Antenor Angeloni, já tenha afirmado que não “vai às compras”, tenho certeza de que o Criciúma precisa de reforços! Só com essa garotada que está aí, alguns que, inclusive, vão jogar a Copa São Paulo e outros até a Taça de Santiago(RS), o Criciúma tende a não obter sucesso no Campeonato Catarinense! Reiteradas vezes defendi em qualquer espaço que tenho pra emitir opinião que sou extremamente favorável ao aproveitamento do pessoal das categorias de base. Entretanto, não um time inteiro de meninos sem grande experiência!!

Conforme as determinações e projeções iniciais do diretor executivo do Depto. de Futebol, Raimundo Queiroz, hoje, são 26 jogadores para o início dos trabalhos a partir do dia 7 de janeiro. Vamos a eles: Bruno e David, goleiros da casa, mais Edson, remanescente do plantel passado...veio do Icasa, teve poucas oportunidades e não se firmou na posição. Massss...digamos que, pra 3º goleiro, é boa opção. Zagueiros...Ianson, Heitor, Iago Maidana e Joílson. À exceção do primeiro, os demais já tiveram oportunidades e não passaram total confiança! Laterais...Eduardo, que não se sabe se fica por causa do salário, um pouco mais alto que os demais; além de Maicon Silva...este que veio do Londrina em 2.014 e nunca “decolou”; e, Ezequiel, que passou por um período emprestado ao Oeste de Itápolis, jogando a Série B. Neste deposita-se muita esperança! Os 3 laterais aqui colocados, todos destros. Pra esquerda, apenas um: Rômulo, que também é da base, estava emprestado a Penapolense, interior de São Paulo. Sobre os volantes, Barreto e Ruan que estavam no sub-20; mais Luizinho Mello...também da base que esteve no Naútico, por empréstimo; e, Ricardinho...que também não se sabe se permanece pois, a exemplo do lateral Eduardo, seu salário é um pouco maior e fora dos atuais padrões financeiros impostos pela direção. Quanto aos meias, Cléber Santana, por exemplo, tem situação indefinida. Os demais são: Vitor Míchels, que também foi cedido ao Náutico até fim deste ano; Caléb, atleta que veio do São Caetano por indicação não sei de quem; e os recém-promovidos Gabriel, Dodi e Roger Guedes. Este, curiosamente, aparece na relação do Clube como meia. Mas foi aproveitado nas últimas partidas do Brasileiro como atacante. E, finalmente, para o setor de frente, Bruno Lopes...ainda uma promessa; Lucca, com seus altos e baixos; Maurinho...que até agora pouco mostrou; e Perea, que foi observado por Cláudio Gomes, quando este ainda era diretor de futebol, numa viagem por alguns países da América. O tal de Perea, dizem, é agressivo, atacante de lado, em quem a Gestão de Ativos aposta bastante. Outro que alguns dirigentes do Criciúma “botam fé” é o centroavante Gustavo. No time júnior, deixou excelente impressão. Mas, entre os profissionais, precisa jogar bem mais!!

E o Passarinho Arrepiado? Andou acompanhando o “jogo das estrelas” nas areias do Balneário Rincão. Na verdade, de famoso mesmo...só ele, o próprio Arrepiado!! O tempo e o clima não muito favoráveis talvez tenham inibido a presença no campo...jogando... de Maicon Sisenando, Douglas e cia. De qualquer modo, valeu pela intenção do ex-jogador Everaldo em promover o evento. Citando a praia do Rincão, ela está literalmente cheia nestes dias de feriado e finais de semana prolongados. As competições de areia já estão movimentando a orla e há promessa de muita badalação! Pena que, o município em si ainda não ofereça estrutura necessária pra receber tanta gente e os atrativos noturnos são poucos!!

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

O que pedir ao Papai Noel?

O Passarinho Arrepiado, como sempre fiel escudeiro aqui do meu lado, como torcedor fanático do Criciúma me pede pra fazer quase toda essa postagem! Sabe ele, entretanto, que a realidade do que estamos vendo não é o que imaginamos para o Criciúma no ano que vem! Então meu amigo...mãos à obra! Diga lá!
“Ô Giba é que as vezes dá a impressão que o presidente Antenor Angeloni, dono da Gestão de Ativos, não está nem aí pro Tigre!! Infelizmente, o “sêo” Antenor passa essa imagem pra muitos que acompanham o Clube. Essa falta de apreço e dedicação que digo...pelo principal produto do Criciúma que é o futebol!! Todos sabemos e estamos observando os cuidados para com o estádio Heriberto Hülse; a beleza e imponência da bandeira hasteada no pátio em frente a rua Desembargador Pedro Silva; e...a rapidez com que devem ser concluídas as obras no Centro de Treinamentos do bairro Cristo Redentor!

Massss...contundo, no entanto, pois pois...e o futebol? Vamos entrar em 2.015 com cara e jeito de 5ª força no Campeonato Catarinense? Ou alguém acha ou afirma algo contra? Que esperança nos dá jogar o Estadual com um time basicamente formado por atletas promovidos da base? Vamos passar por cima dos outros 4...Joinville, Avaí, Chapecoense e Figueirense que já estão formando suas equipes pra próxima temporada e, inclusive, mantendo boa parte dos jogadores que atuaram este ano?? Eu sei, Gilberto, que tu prioriza a inclusão de garotos nos times que o Criciúma monta. Mas também sei que o que tu imagina é mesclar jogadores experientes com a meninada...não é isso?” Sim é! Continua!

Então... eu, Passarinho Arrepiado”quase que imploro ao Papai Noel para que ele “ilumine” a cabeça dos dirigentes...das pessoas que mandam no Criciúma, para que haja condições da formação de um time que nos dê maior confiança e realmente possa brigar de igual pra igual com os principais rivais do Estado. Caso contrário, vamos ver um Criciúma apenas participando do certame regional, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro sem aquela ambição de buscar algo mais!! A queda pra Série B e as decepções dos últimos meses, por certo abalaram os comandantes da G. A. e do Criciúma. Entretanto, insisto na idéia de que não foi a primeira vez que o Tigre caiu e, com certeza, não será a última! O futebol é assim! E, enquanto não for atingida certa estabilidade, o torcedor vai sofrer um bocado!! O melhor caminho é a união de forças para que tenhamos, o mais breve possível, o reerguimento técnico do Criciúma! Te liga, presidente!!” Valeu Passarinhoooo!! Tá dado o recado e postagem publicada!!


Mais um “jogo das estrelas”...desses que acontecem a cada fim de ano, de temporada, e que reúne aqui, ali e acolá, jogadores ou ex-atletas que estão em férias e procuram confraternizar. O que me refiro vai acontecer nesta sexta(26), 17 horas, no campo de futebol que fica na entrada principal do Balneário Rincão. O “promoter” é Everaldo, que começou no Criciúma e girou o mundo, chegando até a Seleção Brasileira sub-23. Hoje mora na praia e tem atividades por lá. Está com 43 anos e foi uma das maiores revelações da história do Criciúma E. C. Quando atleta profissional, atrapalhado por pessoas de sua convivência...é verdade! Na época, a cabeça não ajudou muito! Mas o que jogou de bola foi algo que tivemos o prazer de presenciar!! Lembram da dupla Everaldo e Émerson Almeida? Se, quando em campo, o juízo auxiliasse mais...por certo teria feito maior sucesso e ganhado bem mais dinheiro! Pois é esse Everaldo que promove, então, jogo de fim de ano com presença confirmada de Maicon Sisenando, Zé Carlos, Douglas, Toninho e cia. Boa pedida pro fim de tarde da próxima sexta!

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Vilmar Rodrigues dos Santos.

Lembram dele? Como eu, os mais saudosistas dizem que marcou o gol mais importante da história do Criciúma E. C. Nunca é demais relembrar...dia 30 de maio de 1.991, 15 minutos do 1º tempo, de cabeça Vilmar fez o gol do empate em 1 a 1 diante do Grêmio, no estádio Olímpico, em Porto Alegre, que dias depois daria o título da Copa do Brasil ao Tigre, a conquista mais importante da história do futebol catarinense! Sobre esse gol, inclusive, Vilmar conta até hoje que estava voltando pra defesa e considera que chegou “atrasado” na área pra cabecear!! Sim! Ele estava voltando pra recompor o sistema defensivo quando Altair, seu parceiro de zaga, disse: “Ô Vilmar...vai pra área. Eu fico!”. Vilmar, que naquele momento estava na intermediária ofensiva, dá uma olhada e percebe que Jairo Lenzi está ajeitando a bola pra cobrança do tiro esquinado. Corre rapidinho e quando vai chegando, quase sem marcação, acerta um “chute” de cabeça, sem chances para o goleiro Gomes. O resto da história todos vocês que acompanham ou não este blog...já sabem, não é mesmo?!

Pois puxo o assunto e cito o nome de Vilmar pra informar ao torcedor do Criciúma que ele está voltando pra cidade. Depois de 12 anos na Suiça, o ex-campeão vai trabalhar como guia de viagens e pretende fixar residência ali pertinho do Jardim Maristela. Pra quem não sabe, Vilmar, que é casado com uma criciumense, tem um filho de 13 anos e trabalhou 5 anos como lavador de pratos num restaurante em Berna. Durante este período andou se arriscando como cozinheiro. Os outros 7 anos vividos na Europa, Vilmar foi motorista! Durante esta semana o encontrei no Balneário Rincão. Me garantiu que ficar na Suiça não o faria rico de dinheiro. Então...resolveu voltar ao Brasil e morar aqui na “terrinha”!! Confidenciou que o “filhão”, apesar do tamanho de zagueiro e centroavante, não é daqueles que tem intimidade com a bola. Assim, como vááários outros de sua idade, prefere as ocupações eletrônicas.
A foto, em branco e preto, é do lance histórico com o gol de Vilmar. Do Criciúma, só dá pra ver o "10", Grizzo, e a cabeça do zagueiro do Tigre antecipando aos defensores gremistas e a bola indo em direção às redes adversárias! Coisa linda, hein?!
.

Vilmar, hoje com 49 anos, nasceu em Fronteira dos Vales, uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, que tem pouco mais de 5 mil habitantes. Quando garoto, se aventurou na capital, Belo Horizonte, e conseguiu passar num teste pra jogar nas categorias de base do Cruzeiro. Atuou no time principal e, com 24 anos, em 1.989, foi trazido para o Criciúma pelo ex-presidente Moacir Fernandes. Nunca demonstrou grande habilidade técnica. Mas sempre se impôs com bom comportamento tático e disciplinado, dentro de campo. Fora, entretanto, como outros do timaço do Criciúma de 91, cometia alguns deslizes...umas cervejinhas a mais, além da conta!! No Brasil, só jogou no Cruzeiro e no Criciúma e, como todos daquela época, deixou MUITAS saudades como atleta!!
.
Em tempo, o Passarinho Arrepiado me liga e registra com pesar o falecimento do ex-presidente do Avaí, João Nílson Zunino. Era natural de São João Batista, tinha 68 anos e lutava contra um câncer no pulmão desde 2.012. Como dirigente, comandou o Avaí de 2.002 a 2.013. Zunino marcou seu nome na história avaiana conquistando o acesso para a Série A em 2.008 e os títulos estaduais de 2.009, 2.010 e 2.012. Sentimentos da coluna!


segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Futebol coletivo ou individual?

O esporte em questão é coletivo! Sim...todos sabemos! Mas, quando me refiro aos termos “mancheteados” quero dizer que o futebol de hoje, infelizmente, é muito mais de participação comunitária...grupal, do que com jogadas individuais, dribles...virtudes encontradas em vários atletas que jogavam até pelo menos início dos anos 90. Na atualidade, quando se fala em individualismo no futebol, logo lembramos de Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar, Ibrahimovic e alguns outros que, obviamente, atuam na Europa.

No Brasil, quem é driblador? Vamos ficar pensando, puxando pela memória e não vamos chegar a nenhum que pelo menos se aproxime dos acima citados. Vou lembrar aqui neste espaço a seleção do último Campeonato Brasileiro: Jéfferson; Marcos Rocha, Dedé, Gil e Egídio; Lucas Silva, Souza, Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart; Diego Tardélli e Guerrero. O jogador revelação foi Érik, do Goiás; e, o craque...Éverton Ribeiro, do Cruzeiro. Alguém se compara aos 4 melhores do mundo? NÃO...com letras maiúsculas! Os últimos jogadores de grande habilidade que tivemos, driblavam mesmo...Romário, Bebeto, Ronaldo Nazário, Ronaldinho Gaúcho. Mais atrás, ainda, Zico, Reinaldo, Rivelino, Joãozinho(um ponta do Cruzeiro na década de 70)...Garrincha, Pelé!! Aí é covardia!!!

Mas qual o motivo de termos “perdido” tais qualidades? As opiniões são das mais diversas. Os próprios técnicos e atletas mais experientes...cada um pensa de um jeito. Conforme meus conceitos são muitos os motivos. Primeiro, o charme do futebol se foi pro espaço faz tempo! Dava gosto ligar a televisão num domingo a tarde e apreciar um Fla x Flu, um Palmeiras x Corítnhians, um Gre x Nal...dentre outros grandes clássicos, na verdadeira e real acepção do termo! Com certeza, assistiria Zico, Júnior, Rivelino, Lula, Falcão, Sócrates, Ademir da Guia, Éder. Bem diferente de agora...não?!

Em Criciúma, lembro que em 1.967/68 meu pai me levava no Heriberto Hülse pra ver Valdomiro jogar. Anos mais tarde, pulei o muro pra observar Ademir Patrício, o Pezão, empilhar gols nos adversários. Foi uma época onde ir num estádio de futebol ou ver pela TV era gratificante e certeza de satisfação! Stress? Não, não! Pelo menos como hoje, com certeza, não!! Depois, vimos o Criciúma de Jorge Veras, Edemílson, Grizzo, Jairo Lenzi, Vanderlei...Paulo Baier, Dejair, Mahicon Librelato, Zé Carlos...!! Todos que citei e mais alguns outros que também merecem referência retribuíam o carinho do torcedor com dedicação, identificação com o clube e “bola”...futebol, que é o que mais importa!!

O futebol virou um negócio, altamente rentável por sinal; dirigentes, técnicos e jogadores estão muito mais interessados nas questões contratuais e financeiras e o modo como o time joga, como o jogador se comporta em campo, a maneira pela qual o treinador arma taticamente seu time...tudo isso fica meio que em segundo plano. De outro modo, na grande maioria dos casos é preciso apresentar algo de bom em campo para poder assinar contrato rentável! Se bem que tem um monte de “perna de pau” por aí jogando e ganhando uma boa grana, não é mesmo??

Passarinho Arrepiado confirma que, conforme suas fontes, o meia Ricardinho pode deixar o Criciúma. O atleta, que hoje está entre os 3 mais bem pagos do que sobrou em termos de plantel da última temporada, despertou interesse do Figueirense. Curiosamente, o técnico Argel Fucks teria dito que ninguém do Criciúma, em princípio, interessaria ao alvinegro do Estreito. Masss...como no futebol o que é verdade hoje pode ser mentira amanhã e vice-versa...o Tigre corre risco de perder mais um pra 2.015!!

domingo, 21 de dezembro de 2014

O Criciúma não é o Cláudio Gomes!!

Tenho observado e notado as diversas manifestações de revolta quanto ao profissional Cláudio Gomes, antes comandante do Depto. de Futebol do Criciúma, agora de novo na área de Marketing, onde ele, na realidade, havia começado dentro do Clube. A impressão que dá é que muitas pessoas pensam ou imaginam...ou interpretam no sentido figurativo de que Cláudio Gomes é a imagem do Criciúma. Nãããooo!!! Por favor, nãããoooo!!! Não misturem as coisas, jamais!! O Criciúma Esporte Clube é uma instituição desportiva que representa uma cidade, sua região e milhares de torcedores espalhados pelo Brasil e até fora dele! Não estou dizendo aqui que o Criciúma é o Flamengo, Corínthians ou Barcelona! Não interpretem desta forma! Friso, entretanto, que o Criciúma é, sim senhor, um clube de porte médio no contexto do futebol brasileiro por todas as suas conquistas e glórias, além da reconhecida tradição.

Lembro a quem possa interessar que as pessoas passam e o Clube fica! Assim, como estiveram no Criciúma outros dirigentes com sucesso ou não, títulos ou apenas participações em competições, vitórias e derrotas! Enfim, o que ocorre no Criciúma acontece em qualquer clube de futebol do País! O Criciúma rebaixou e ponto! Vamos à luta pra poder reerguer o moral e, principalmente, fazer com que, o mais depressa possível, assegure seu retorno à Série A do Campeonato Brasileiro. Não vou citar nomes do passado! Nem precisa! O torcedor...quem acompanha o Criciúma sabe o que fizeram outros ex-dirigentes...insisto, com ou sem  resultados positivos alcançados.
O Cláudio Gomes não deu certo no futebol. Entretanto, muita gente reconhece, inclusive eu, que a maioria dos jogadores trazidos e que não corresponderam este ano, foram quase unanimidade entre a opinião pública.  Ou já esqueceram que Galatto, Eduardo, Fábio Ferreira, Cortês, Paulo Baier, Serginho, João Vitor, Zé Carlos e Lucca receberam quase que total aprovação da mídia e da torcida??!! Pois bem, Cláudio Gomes voltou para uma função que ele exercia com muita competência: o setor comercial e de marketing. Cada um pode se manifestar da forma que achar melhor, sempre respeitando as pessoas e as instituições e sem agressividade! Massss...ouvi e li frases do tipo: “Vou cancelar minha carteirinha, deixar de ser sócio por causa do Cláudio Gomes!”. E...o pior: “Enquanto o Cláudio estiver lá dentro eu não vou mais no estádio e cancelo tudo(se referindo ao quadro associativo)!”. Gente, pra mim isso é o fim da picada!! O Criciúma é o Criciúma...o Cláudio é o Cláudio!! Já pararam pra pensar que em outros cubes e, inclusive, nos grandes do futebol brasileiro, muita coisa pior já aconteceu?! Se as torcidas dos mais tradicionais clubes do Brasil agissem assim, fatalmente não teríamos entidades como Grêmio, São Paulo, Palmeiras, Flamengo, Vasco, Corínthians e tantos outros da chamada “nata” do nosso futebol! Muitos esquecem, deixam de lado ou não são inteligentes o suficiente pra entender que as pessoas passam e o mais importante, que é o Clube, precisa seguir sua vida!! Que Cláudio Gomes errou...sem dúvida! Ele mesmo reconhece isso! Só que não foi o único culpado!! Reflitam!!

Passarinho Arrepiado conversou com Carlos Dias, o China, gerente da secretaria do estádio Heriberto Hülse. No começo do Campeonato Brasileiro o Criciúma atingiu um pico de quase 15 mil sócios. Em boa parte da competição, pouco mais de 12 mil estavam adimplentes. Quando a campanha do time na competição começou a “ir por água abaixo”, os números foram baixando gradativamente. Tanto que, na reta final, com o Tigre se encaminhando para o rebaixamento, o quadro associativo estava em 8.200. Hoje, essa quantia caiu para 6.400. Tanto o Passarinho quanto eu temos orgulho e consciência! Pois seguimos normalmente como sócios...do Criciúma E. C., não de pessoa(s)!!!

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Criciúma escalado pra 2.015!

Pelo menos na teoria o planejamento pro começo da próxima temporada está todo ele montado. O Criciúma inicia os trabalhos para o Campeonato Catarinense dia 7 de janeiro sendo que a estréia na referida competição foi antecipada para dia 31, atendendo interesses da TV. Assim, Criciúma e Guarani de Palhoça abrem o Estadual as 5 horas da tarde de um sábado. E, dentro do que foi exposto pelo diretor executivo do Depto. de Futebol, Raimundo Queiroz, está confirmado que Luizinho Vieira será mesmo o técnico pra largada do ano que vem, juntamente com André Milioli, preparador físico, ambos promovidos das categorias de base. Mesmo que eu não compartilhe com tal idéia,vou torcer muito para que Luizinho e cia. obtenham o máximo sucesso nessa nova empreitada, assumindo o time principal do Criciúma num ano que promete ser de muita cobranças.
Luizinho Vieira começa o maior desafio de sua carreira: treinar o time principal do Criciúma!
.
A idéia inicial do presidente Antenor Angeloni é não contratar mais ninguém para o princípio dos trabalhos. Lembrando...o Criciúma acabou confirmando que o meia Caléb, 22 anos, que vem do São Caetano; além do atacante Peréa, 28 anos, colombiano que atuava no futebol do Perú, estão fechados pra 2.015. Algumas informações dão conta de que, Antenor não queria contar com salários muito altos no plantel, casos que envolvem o lateral Eduardo, o volante Ricardinho e o meia Cléber Santana. Ocorre que Raimundo Queiroz convenceu o dirigente a mudar de idéia. Segundo Queiroz, se os 3 saírem o Criciúma terá de contratar outros. Então, conforme seus pensamentos e idéias, é melhor ficar com eles do que buscar no mercado e ter que desembolsar mais dinheiro. Até porque, com valores de receita que chegaram em 2.014 a casa dos R$50.000.000,00, e pra próxima temporada baixando pra R$16.000.000,00...os patamares financeiros obrigatoriamente precisam ser bem menores...entenderam?

Ah...e a escalação do time, Gilberto? Pois bem...o Criciúma vai promover muitos garotos das categorias de base. Acontece que o pessoal da casa ficou bastante valorizado graças ao título recentemente conquistado pela meninada na Argentina e o próprio trabalho que vem sendo observado. Conforme projeção inicial, o plantel que começa a treinar pro Estadual terá: Bruno, David e Edson...goleiros; Heitor, Ianson, Iago e Joílson...zagueiros; Eduardo, Ezequiel e Maicon Silva...laterais pela direita; Rômulo, como único lateral esquerdo; Barreto, Luizinho Melo, Ricardinho e Ruan...volantes; Cléber Santana, Caléb, Dodi, Gabriel, Roger Guedes e Vítor Míchels...meias; Bruno Lopes, Gustavo, Lucca, Peréa e Maurinho...atacantes. Total: 26 jogadores para o Catarinense, se realmente os dirigentes “baterem o pé” e ninguém mais for contratado!

O Passarinho Arrepiado, intrometido, mas bastante esperto, já pula na frente e escala o Criciúma, na opinião dele, como uma provável formação, caso houvesse um jogo nos próximos dias, por exemplo, e se todos reunissem condições ideais para aproveitamento. Vamos lá...Bruno; Ezequiel ou Eduardo, Iago Maidana, Joílson e Rômulo; Barreto, Ricardinho, Cléber Santana e Caléb ou Vítor Míchels ou ainda o próprio Dodi que foi usado nos últimos jogos do Brasileiro; Lucca e Peréa ou Bruno Lopes ou Gustavo. Massss...tanto o Arrepiado quanto este colunista se perguntam: Será que não virá mais ninguém mesmo até o começo do Catarinense??? Huuummm...!

O futsal e o futebol de salão.

Sou um amante incondicional do futebol e também do futsal. Aliás, me considero do tempo em que o esporte da verdadeira bola pesada era conhecido como futebol de salão. Aparecia muito mais o drible, a qualidade individual do atleta do que nos tempos de hoje. A bola ficou bem mais leve, maior e os jogadores têm de demonstrar um altíssimo rendimento físico. Todos correm muito sem guardar posição, o goleiro pode jogar com os pés, sair da área e até fazer gols! Mas, em nome da dita modernidade, nos vimos meio que obrigados a acompanhar a tal evolução. Como quase tudo nos esportes, o futsal também foi transformado em produto para se ganhar dinheiro. Há patrocinadores, investidores, tv’s que determinam dias e horários... enfim, mais um instrumento de interesses financeiros!

Pois o futsal feminino do Brasil acaba de conquistar o pentacampeonato mundial! E puxo o assunto para dizer que a CBFS, Confederação Brasileira de Futsal, anunciou no mês passado que a Seleção Brasileira não iria participar do referido torneio realizado na Costa Rica. Seria na Rússia, que desistiu e a Costa Rica sediou mas sem custear as despesas das equipes participantes. Sob a alegação de falta de verba, as meninas da Seleção quase foram impedidas de viajar. Entretanto, bastou uma campanha através das redes sociais pra que as coisas começassem a mudar. Os jogadores da seleção masculina se sensibilizaram e arrecadaram R$10.000,00. E, um banco privado, anunciou que pagaria o restante das despesas do selecionado no referido torneio.

O resultado não poderia ter sido melhor! As meninas brasileiras se sagraram pentacampeãs mundiais! Importante frisar que já foram realizadas cinco edições do torneio e o Brasil ganhou todas elas! A final se deu contra Portugal com vitória, de virada do Brasil, por 4 a 3. E, entre os integrantes da Seleção está o técnico Éder Popiolski, que sempre fez excelente trabalho no futsal feminino de Chapecó; além da atleta Tati que, por muito tempo defendeu a Unesc, quando esta ainda mantinha a modalidade em disputa na categoria adulta.

Em nível local, lamento que não tenha dado certo a idéia de fazer em Criciúma um time para disputar a Liga Nacional em 2.015. Isso chegou a ser ventilado ainda no primeiro semestre deste ano. Tudo seria viabilizado através de parcerias entre a Fundação Municipal de Esportes, um clube que poderia ser o Criciúma e investidores. Entretanto, faltou o principal: dinheiro! Quem, num primeiro momento se “assanhou” para dar apoio, depois acabou se retraindo e o projeto parece mesmo “morrer na casca”!

E o Passarinho Arrepiado? De férias, mas não desliga nunca! Depois de torcer à distância pelo time sub-20 “B” do Criciúma que conquistou o torneio internacional de Granate, na Argentina, agora é a vez de acompanhar a garotada na Copa São Paulo e na 27ª Copa Santiago de Futebol Juvenil. Santiago é uma cidade do interior gaúcho, próximo a Santa Maria, região central e bastante quente do Rio Grande do Sul. Competição acontece de 9 a 24 do mês que vem. Pelo grupo A, o Criciúma, na primeira fase enfrentará o Universidad, do Chile; o Cruzeiro, lá de Santiago mesmo, inclusive promotor do evento; o Nacional, do Paraguai; o Aparecidense, de Goiás; e o São José, de Porto Alegre. Classificam-se os quatro primeiros e o Criciúma contará com parte do grupo de jogadores que ganhou a competição na Argentina. Já na Copa São Paulo, o Criciúma está no grupo U sediado em Ilhabela e jogará na primeira etapa do certame diante do São José(gaúcho); Guarani, de São Paulo; e, Vila Nova de Goiás. Sendo primeiro da chave, o Tigre garante classificação à fase seguinte. Boa sorte aos Tigrinhos!!

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Criciúma campeão!

Ora bolas, Gilberto Custódio! Campeão de que? Sim, finalmente podemos escrever esta frase: Criciúma campeão! Foi num torneio internacional envolvendo as categorias de base e o Tigre ganhou! A referida competição foi disputada na Argentina e o Criciúma, comandado pelo técnico Duca, auxiliar de Luizinho Vieira nos juniores, levou a melhor na final sobre o Lanús, clube promotor do evento em homenagem aos cem anos de sua fundação. O Club Atlético Lanús, perante sua torcida, viu o Criciúma ser melhor e vencer pelo placar de 1 a 0, gol do zagueiro Adílson a 10 minutos do 2º tempo. O jogo foi realizado no final da noite desta terça-feira(16), no estádio Nestor Dias Perez, em Lanús, na província de Buenos Aires.
Esta foi a primeira conquista internacional na história do Criciúma Esporte Clube. Os jogadores que dela fizeram parte: David; Carlos, Nino, Wílliam(Róger) e Márlon; Caio(Gabriel), Igor e Eduardo; Renato, Luiz Eduardo(Álisson) e Augusto. Faço questão de repassar aqui neste espaço os nomes dos jogadores porque eles poderão aparecer a curto/médio prazo no time principal do Criciúma. Aliás, é importante frisar que a competição lá na Argentina era sub-20 e o Criciúma atuou com uma mescla de jogadores da categoria sub-20 e sub-17.

Curiosamente, o diretor de marketing do Criciúma, Cláudio Gomes, estava na capital argentina assistindo o jogo. Raimundo Queiroz acompanhou o time júnior “A” no Campeonato Brasileiro, no Rio Grande do Sul, e Cláudio viajou nesta terça mesmo para assistir a final entre Tigre e Lanús. Agindo assim, Cláudio Gomes deixa transparecer que continua “agindo” no Depto. de Futebol do Clube. Se ele voltou pro marketing o que estaria fazendo numa final de competição envolvendo o futebol?? Qualquer observação ou até mesmo negócios deveriam ser encaminhados por quem é de direito e dever.Ou seja, quem trabalha com e no futebol!!! Entenderam ou é preciso escrever mais detalhadamente?!

Por outro lado, Raimundo Queiroz promete se manifestar na próxima sexta-feira(19). Dizem que vai conceder entrevista coletiva para tentar esclarecer os principais assuntos que envolvem o Criciúma no momento. Obviamente, as maiores curiosidades recaem sobre a contratação do novo técnico e de possíveis novos atletas. Sobre o treinador há quem aposte na efetivação de Luizinho Vieira. O próprio presidente Antenor Angeloni já teria acenado positivamente nesta direção. Torço muito pelo sucesso profissional de Luizinho. Entretanto, no meu entendimento, o Criciúma deveria contratar um profissional de maior experiência para comandar o time no Estadual e já ir formando a equipe...o plantel para a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Insisto no pensamento sobre o retorno pra Série A. Mesmo que o presidente Antenor já tenha dito que não acredita numa real possibilidade de acesso em 2.015, a torcida e o associado vão exigir uma campanha pra subir! E...quem pensa assim pra mim está corretíssimo! O Tigre tem que mostrar suas garras e sua verdadeira cara pra reconquistar lugar na Série A de 2.016!! Alguém imagina o contrário?? Pela tradição e grandeza, o Criciúma precisa, deve e tem que priorizar sua volta pra elite do futebol nacional o quanto antes!!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Santa Catarina continua sendo destaque no futebol nacional.

Pela primeira vez em toda a sua história o futebol catarinense terá quatro representantes na principal competição em nível nacional do País! O ano de 2.015 promete! Afinal, nunca tivemos tanta relevância dentro do contexto do futebol brasileiro como agora! Chapecoense e Figueirense, que conseguiram se manter no torneio deste ano; mais Joinville e Avaí que subiram da Série B, terão a dura tarefa de honrar o momento mais significativo, até então, do futebol do nosso Estado numa Série A. Neste domingo(14), o programa Esporte Espetacular, da Rede Globo, com seu alto índice de audiência abriu grande espaço para destacar as cidades de Chapecó, Joinville e Florianópolis, os torcedores e os respectivos clubes que jogarão a elite do futebol brasileiro na próxima temporada. Em representatividade, só perdemos pra São Paulo que contará com cinco equipes: Santos, São Paulo, Corínthians, Palmeiras e Ponte Preta. Somos “melhores” até que os mineiros, que só têm Cruzeiro e Atlético; e, Rio Grande do Sul, com a sua dupla...Grêmio e Internacional!

Mas, há também o outro lado da moeda!! A grande mídia e alguns dos outros clubes, aqueles considerados grandes mesmos na atual conjuntura do futebol pelo País, talvez vão ironizar a participação dos quatro barrigas-verdes. Por certo vamos ouvir na TV ou ler jornais, internet... que “ah...dois ou até mesmo três deles vão cair!”. Encaro isso com absoluta naturalidade! O Figueirense é o mais “experiente” em participações na Série A. A Chapecoense vai pro segundo ano consecutivo. O Joinville volta depois de 28 anos e andou numa “maré” que nem série chegou a ter... lembram?! E, o Avaí, é meio que “vai e vem”. Então, cabe a cada um provar que nenhum deles está na “A” por acaso!

E o Criciúma? Nem citado é??? Sim! Trata-se do nosso produto...do que temos de melhor para divulgar nossa cidade e região, além de, obviamente, mexer com o orgulho de uma torcida que é fanática, atuante e exigente! Sei que o presidente Antenor Angeloni tem dito que não será nada fácil conquistar o acesso de volta pra Série A já no ano que vem. Deixa o “sêo” Antenor, falar, desabafar, reclamar e pedir apoio! Raimundo Queiroz está aí e cabe a ele comandar esse processo de recuperação moral e técnica do Criciúma no cenário esportivo do Brasil. Em Florianópolis, dizem que o Criciúma é uma espécie de gangorra...ioiô do futebol de Santa Catarina. Claro que os manezinhos tiram onda! Estão na deles...o momento é deles!! Um conseguiu ficar e o outro subiu pra A. Deixa “osxx mané” deitar e rolar! Nada como um dia e também um ano após o outro...esxtão compreendendo??!!

O Passarinho Arrepiado me liga pra passar informações sobre o futebol amador: “Foi com muita chuva, mas com grande público no estádio Darci Marine, aproximadamente duas mil pessoas. Me refiro a decisão de mais uma edição do Campeonato da Liga Atlética da Região Mineira, Taça Hélio Gava. No chamado “clássico da polenta”, de Nova Veneza, deu Metropolitano 2 a 0 pra cima do rival Caravággio, dois gols do atacante Foguinho. O jogo final teve arbitragem FIFA: Héber Roberto Lopes que também faz parte do quadro da Federação Catarinense de Futebol abrilhantou a festa! Na partida de ida o Metropolitano já havia mostrado sua superioridade e vencido por 2 a 1. Neste sábado(13), só confirmou seu discreto favoritismo. Kanú, do Caravággio, fez 8 gols durante todo o certame e foi o artilheiro da competição. Parabéns aos dois finalistas, com destaque, claro, para o campeão Metropolitano que leva o campeonato da LARM pelo segundo ano consecutivo e o terceiro de sua história.” Tá bom Passarinho...obrigado pela informação! Feito o registro!

domingo, 14 de dezembro de 2014

O único tri da história do Tigre!

Na postagem anterior destacamos a importância de se ganhar títulos e faturar campeonatos. Não abro mão de que, para um clube crescer precisa vencer competições e, assim, trazer pra si mais torcedores e simpatizantes. Pois a única vez que o Criciúma ganhou três competições de forma consecutiva foi em 1.991. Justamente o ano em que havia conquistado a Copa do Brasil. Relembrando um pouquinho a história até o tri-campeonato estadual daquele ano...antes, em 1.986, o primeiro título num hexagonal em que chegou na frente dos demais,  finalmente quebrando hegemonia do Joinville.

Mas, a primeira “leva” das três consecutivas foi em 1.989 com Levir Culpi no comando. Era um quadrangular e o Criciúma decidiu o título em casa contra o arquiinimigo e maior rival da época, o Joinville, treinado por Othon Valentim. O já falecido Adílson Gomes fez o gol do Criciúma e Moreno empatou para o JEC. O empate garantiu o campeonato para o Tigre. Time do Levir: Maizena; Sarandi, Wílson, Evandro e Itá; Roberto Cavalo, Palmito(Edevílson) e Grizzo; Adílson Gomes, Soares e Vanderlei(Jorge Veras). A segunda conquista do tri estadual veio em 1.990 já com João Francisco como técnico. A fórmula de disputa levou, de novo, Criciúma e Joinville a decidirem o quadrangular final. Isso foi em 12 de dezembro. Um gol assinalado por Vanderlei, no Heriberto Hülse, a 20 minutos do 2º tempo, deu outro catarinense ao Tigre. No Joinville, treinado por Borba Filho, feras como Nardela e João Carlos Maringá ainda atuavam. O Criciúma manteve a base da temporada anterior e “papou” mais um título: Alexandre; Sarandi, Wílson, Evandro e Itá; Roberto Cavalo, Gélson e Grizzo(Alaércio); Adílson Gomes, Soares e Vanderlei.

Pois, pra fechar a única vez em que conquistou 3 competições de forma consecutiva, chegamos a 91. Cheio de moral pelo fato de ter vencido invicto e surpreendentemente a Copa do Brasil daquele ano, o Criciúma estrearia no Estadual em Lages diante do Internacional. Casa cheia...e os “entendidos” da época cantavam aos quatro ventos que o Criciúma seria o trem pagador do Catarinense e que, se não houvesse nenhum imprevisto, ficaria com o título de forma legitima! Terminada a Copa do Brasil, Luiz Felipe Scolari...o técnico campeão, havia recebido proposta para trabalhar no mundo árabe. No primeiro jogo do certame regional, dirigentes e jogadores resolveram deixar que o experiente Sarandi ficasse no banco exercendo a função de treinador. Havia um entrosamento tão grande que o Criciúma “passeou” em campo: 4 a 1. Depois disso, o Criciúma trouxe o técnico Carbone e Sarandi voltou pra sua, na lateral. Campeonato de longa duração...Carbone saiu, assumiu Luiz Gonzaga Milioli e, já quase na reta final, veio Lori Sandri apenas pra dar o toque necessário e o Criciúma ser tri-campeão catarinense!
A foto, pelo que me consta, é do arquivo pessoal do próprio Émerson Almeida. Ele faz o gol do título estadual de 91 e sai pra comemorar.
.
Time de 91...da final, depois de 3 jogos contra a Chapecoense, de Juarez Vilela, o 1º lá e os outros dois aqui: Alexandre; Sarandi, Vilmar, Wílson e Itá; Roberto Cavalo, Gélson e Grizzo (Émerson Almeida); Vanderlei, Soares(Adílson Gomes) e Jairo Lenzi. O araranguaense, ainda garoto, Émerson Almeida, fez o gol do título. Duas observações pra fechar a nostálgica postagem de hoje. Primeiro que, se o leitor notar, as escalações do Criciúma nas 3 conquistas aqui relembradas, são bem parecidas. Ou seja, a manutenção de um grupo extremamente dedicado e que sabia o que queria em campo...alguns dos fatores fundamentais para o sucesso do Criciúma daquela época. Segundo, quem buscar imagens do jogo decisivo de 91 vai notar que o estádio Heriberto Hülse já estava todo em obras que serviram como reformas para as disputas da Taça Libertadores de 1.992. Quanta saudade, hein?

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Todo clube de futebol é movido a títulos!

Alguém contesta? Se apertar a tecla “confirma”, dentro do que penso, está absolutamente equivocado! Qualquer time de futebol precisa ganhar, conquistar, alcançar objetivos e, por conseqüência, levantar troféus. No caso do Criciúma sei que há quem defenda a idéia de que manter-se numa Série A do Campeonato Brasileiro, por exemplo, é muito mais importante do que vencer um certame regional. Mas não há como programar ou planejar isso de forma certeira. Quem garante que, priorizando um Brasileiro, em detrimento do Catarinense, a meta será alcançada? Não há como ter certeza de nada! Claro que todos têm,sim, “espelho em casa” e sabem até onde podem chegar. Digo isso porque, no contexto do tamanho de Criciúma, Avaí, Joinville, Figueirense e nos últimos anos, também da Chapecoense, a única real chance de ganhar um campeonato é na disputa do Estadual! Ou, em sã consciência, o torcedor acha que dá pra ganhar uma competição de elite, como a Série A? Ah, Gilberto! Mas assim é pensar pequeno...falta de ambição! Não, não! Nada disso! É ser realista!!

Entretanto, pra se chegar a algum lugar é preciso, obrigatoriamente, de planejamento! Por acaso...nada acontece! Os projetos podem ser colocados em prática a curto, médio ou longo prazo e, às vezes, até tais previsões não se confirmam nem no momento imaginado. Só que “levar empurrando com a barriga” não é o caminho mais adequado pra se chegar a algum lugar!! Contudo, quando se tem estrutura e condição apropriadas pode-se, pelo menos, sonhar com “vôos mais altos”. Mesmo com o fato de o futebol brasileiro estar nivelado por baixo, alguns clubes ainda se destacam nos quesitos necessários para brigar lá em cima na tabela.

Na chamada era dos pontos corridos, só seis clubes ganharam o Campeonato Brasileiro. Lembro que o atual modelo de disputa foi colocado em prática a partir de 2.003. De lá pra cá os campeões foram, pela ordem: Cruzeiro; Santos em 2.004; Corínthians em 2.005; São Paulo, tri-campeão em 2.006, 07 e 08; Flamengo em 2.009; Fluminense em 2.010; Corínthians em 2.011; de novo o Flu em 2.012; e, nas duas últimas temporadas, a superioridade escancarada do Cruzeiro. Com raras exceções, clubes como Goiás, Sport, Náutico, Atlético Paranaense, Coritiba, Bahia, Vitória e os nossos catarinenses, tendem a lutar, no máximo, pra alcançar uma vaga na Copa Sul Americana e, obviamente, se manter na Série A. Mas pra isso também há necessidade de se saber fazer futebol! É preciso ter conhecimento do assunto! Entenderam bem?
Cruzeiro ainda conta com o título da Taça Brasil de 1.966 e se considera tetra-campeão brasileiro.
.
Sei que muitas pessoas ao lerem esta postagem podem questionar, por exemplo, lembrando que o Coritiba já foi campeão brasileiro, o Atlético Paranaense, o Bahia...dentre outros considerados de menor expressão. Só que essas conquistas aconteceram lá atrás...antes dos pontos corridos. Nos moldes de hoje, é bem mais complicado pra um clube de porte pequeno ou médio querer brigar de igual para igual com alguns dos considerados grandes!

Já, na Copa do Brasil, aumentam um pouco as oportunidades para clubes menores. O formato de disputa permite isso! É o “mata-mata” onde, às vezes, em duas partidas, lá e cá, o pequeno elimina o grande. O Criciúma foi o primeiro a conseguir tal feito. A Copa do Brasil começou a ser jogada em 1.989 e, nos dois primeiros anos, Grêmio e Flamengo levaram a taça. Pois em 1.991 o Tigre surpreendeu o Brasil! Depois, outros clubes de porte menor também atingiram tal êxito. Casos de Juventude, em 1.999; Santo André, em 2.004; Paulista, em 2.005; e, Sport,em 2.008. Pelo menos na Copa do Brasil dá pra, pelo menos, tentar! E, tentar não custa nada!!

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Sócio, mesmo, na A ou na B!!

O apelo do presidente do Criciúma, Antenor Angeloni, para que os sócios não deixem de apoiar o Clube vem em boa hora! Afinal, é justamente num momento como esse que quem verdadeiramente é Criciúma deve mostrar sua cara! Na hora boa, Série A...grandes jogos, muita gente aproveita para virar sócio e se dizer torcedor. Mas, quem gosta mesmo do Criciúma não olha para que divisão o clube está! Lembro que o Corínthians ficou 24 anos sem conquistar um título sequer e a torcida não abandonou! Pelo contrário! O amor do corinthiano para com seu clube do coração aumentou ainda mais. Tanto que, hoje, o Corínthians é um dos clubes de maior torcida do Brasil e, quiçá, do mundo! O Criciúma beirou os 15 mil sócios este ano. A queda pra Série B, de certa forma, desmotiva o torcedor que deixa de pagar e dá a entender que haverá uma debandada em parte do quadro associativo. Mesmo com toda revolta e frustração creio que o número de sócios não baixe dos 8 mil. Penso ser uma questão de tempo para estabilizar nessa quantia.

De outro modo não concordo com o mandatário maior da Gestão de Ativos e do Criciúma quando ele fala que o torcedor poderá ter de esperar um pouco mais pra ver o Clube de volta à Série A do Campeonato Brasileiro. Mesmo que, internamente, “sêo” Antenor pense assim...a torcida, de uma forma geral, pensa bem diferente! E não se trata de ambição exagerada! Sei que cidade e região são menores em população do que Joinville e grande Florianópolis. Economicamente, então, somos inferiores até em relação a Chapecó! Mas, historicamente, nossa capacidade de fazer futebol é a maior e melhor do Estado! O que nós, criciumenses, já produzimos e mostramos com Metropol e Criciúma confirma que aqui há inteligência suficiente para pôr de volta o Tigre na elite do futebol nacional imediatamente!

Neste fim de temporada os grandes clubes de futebol do Brasil falam bastante em redução de custos. O Grêmio não renovou com o bom e velho Zé Roberto por causa dos altos salários. Joel Santana também não ficou no Vasco pelo mesmo motivo. Outros clubes como Corínthians, Internacional, Cruzeiro e até o estabilizado São Paulo garantem que em 2.015 os custos terão, obrigatoriamente, que ser diminuídos! Gestores e, principalmente, técnicos e jogadores precisarão rever seus planos financeiros. Ou isso acontece...ou teremos, cada vez mais, clubes indo à beira da falência e se tornando inviáveis. Aliás, no meu entendimento, os dirigentes deveriam se unir e estipular teto ou parâmetros máximos quanto a questões econômicas. Na verdade, dentro de campo, estamos vendo cada vez mais jogadores de futebol ganhando fortunas. Entretanto, a “bola” jogada é de qualidade duvidosa!!

Passarinho Arrepiado me “cutuca” e lembra que acabou a parceria entre a Unimed e o Fluminense F. C. O contrato de apoio e patrocínio durou 15 anos e, neste período, o Flu conquistou três títulos estaduais carioca, uma Copa do Brasil(em cima do Figueirense, lembram?), um Campeonato Brasileiro da Série C e mais dois da Série A. Na recente história do futebol brasileiro é o contrato de patrocínio mais longo mantido até então. Pelo acordo, agora já encerrado, a Unimed investia, por ano, algo entre 15 e 20 milhões de reais em salários, premiações e direitos de imagem de atletas. Mas, em 2.014, este valor teria chegado a 25 milhões! Duas das grandes feras do atual time tricolor só foram viabilizadas em razão da Unimed: Fred e Conca. O relacionamento entre Celso Barros, presidente da Unimed-Rio, e Peter Siemsen, atual presidente do Fluminense, já andava estremecido há algum tempo. Sem a Unimed, o Flu busca um novo parceiro à altura ou o clube pode voltar a ser daqueles de “pires na mão” como tantos outros espalhados pelo Brasil!!

Não sei se é tudo verdade, mas fiquei sabendo...

...que Criciúma e Chapecoense vão fechar o ano com dinheiro em caixa. E que o os outros três catarinenses do Campeonato Brasileiro da Série A do ano que vem acabarão 2.014 devendo! Claro que valores exatos não se tem acesso. No caso do Tigre, administrado pela G. A., uma empresa privada, não deixam vazar informações em relação até a quantias aproximadas. Ano passado, teria sido pouco superior a R$1.000.000,00. Sobre a Chapecoense, me garantiram que o caixa lá encerrará a temporada com R$3.000.000,00! Futebol barato, eficiente e com resultado prático e objetivo nas mãos de quem realmente entende do assunto! Em Joinville, o sideropolitano Nereu Martinélli conseguiu proporcionar um acesso à Série A do Campeonato Brasileiro depois de 28 anos! Entretanto, o JEC também tem seus problemas financeiros. Deve R$17.000.000,00! No caso dos dois co-irmãos da Capital, dentro de campo, meta alcançada. Mas, o Avaí, por exemplo, tem dívida em torno de R$50.000.000,00!! Andou atrasando salários este ano e, convenhamos, mesmo com alguma competência técnica na competição, foi claramente “ajudado” por adversários que foram inoperantes na última rodada da Série B. E o Figueirense? Bem, este vive clima político tenso com a eleição da nova diretoria no próximo dia 16. Nem sei se alguém vai querer herdar uma dívida que ronda os R$70.000.000,00!! Wilfredo Brillinger, atual presidente, pretende se reeleger.

Mesmo em férias da Rádio Eldorado continuo tomando conhecimento de coisas sobre o futebol. Insisto que, quem trabalha com informação, na verdade, não tem folga! Andei sabendo, por exemplo, que apesar de ter ficado no Figueirense e escapado do descenso, Argel Fucks tem, ainda, um grande carinho pelo Criciúma E. C. e a cidade, em si. Amigos próximos garantem que um dia ele volta! Está valorizado e, agora, estaria sendo pretendido por Palmeiras e Vitória. Também é verdade que o presidente do Joinville, Nereu Martinélli, quer porque quer Lucca no seu time em 2.015! Como o JEC agora é Série A, quem sabe o negócio possa acontecer. No Índio Condá, dizem por lá que Vagner Mancini, rebaixado com o Botafogo, pode ser o novo técnico da Chapecoense. A sondagem existe e talvez haja evolução.

Direção da ACESC, a Associação dos Cronistas Esportivos de Santa Catarina, se reuniu em Florianópolis nesta terça(09). No encontro, um balanço do ano com projeções e idéias para 2.015. Participaram do encontro, além deste colunista como Vice-Presidente da Região Sul, os colegas Fernando Schardong, Vice-Presidente da Região Oeste; José Mira, Vice-Presidente da Região Norte; o secretário Júlio César Wojcikiewicz Pereira, o simpático “Zero Dois”; e, claro, o presidente J. B. Telles. Entre outros assuntos, a continuidade do chamado protocolo com a entrada dos times em campo também no Campeonato Catarinense assim como ocorreu no Brasileiro da Série A deste ano...isso para atender os interesses da televisão, e as dificuldades e problemas encontrados por radialistas do Estado que percorrem os estádios de futebol do Brasil para acompanhar os clubes de suas cidades. Muito boa a reunião demonstrando o interesse da ACESC em tentar facilitar o trabalho dos verdadeiros profissionais de imprensa!
A foto não é atual. Mas é de uma visita que fiz, junto com J. B. Telles, ao presidente do Criciúma, Antenor Angeloni.
.
E o Passarinho Arrepiado? Me veio com uma notícia que me deixa, no mínimo, perplexo e pensativo. O “bichinho” garante que, se um dia a Gestão de Ativos deixar o Criciúma...se o presidente Antenor Angeloni não quiser ou não puder mais “tocar” o Clube, há um empresário na cidade que teria interesse em “pegar” o Criciúma. Trata-se de José Locks...ex-presidente do Conselho Deliberativo e que, por questões políticas, deixou de assumir o Criciúma há alguns anos atrás. Então, se o informante do “Arrepiado” não estiver equivocado...já tem gente, sim senhor, pra assumir o Tigre caso Antenor um dia “abandone o barco”!! Huummm...então ta!!

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Projeções modestas.

Estas devem as perspectivas em relação ao Criciúma para a temporada do ano que vem. Depois de tanta insistência da coluna, o presidente Antenor Angeloni, finalmente, concedeu entrevista e falou sobre o passado recente, o presente e o futuro do Clube. Algumas situações repetitivas...é verdade! Mas, há uma clara evidência que em 2.015 vamos ver em campo um time mais barato e com capacidade técnica que vai depender muito mais da competência de quem for atribuído para a execução do planejamento de trabalho. Traduzindo em miúdos... Raimundo Queiroz terá de provar sua real eficácia! Como responsável por “executar” o futebol do Criciúma, caberá a ele não errar na contratação da comissão técnica e de jogadores que deverão vir e serem qualificados como reforços na verdadeira acepção do termo, entenderam??

Raimundo Queiroz já adiantou que sua intenção é trazer profissionais que procurem buscar espaços e crescimento na carreira para que todos saiam ganhando! Afinal, quando se consegue organizar um grupo de atletas que realmente “quer” algo...há maior tendência em acerto! Claro que nem sempre tal objetivo é alcançado por quem planeja. Mas, a idéia apresentada é a mais correta! Em 2.014 o Criciúma trouxe jogadores de reconhecida qualidade e o resultado dentro de campo foi desastroso! Por que tudo deu errado? Olha..são vários os caminhos para se encontrar uma justificativa adequada. Só que, até agora, imaginamos muito mais possíveis erros e equívocos do que chegamos a uma conclusão exata! E a falta de comando no vestiário? Sim, na nossa opinião ela existiu e foi decisiva para o insucesso do Criciúma no Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, com várias evidências, quem estava no Depto. de Futebol garante que sempre houve alguém que estivesse junto aos atletas e as cobranças existiram, sim!! Só que permitir que dois jogadores tivessem tomado 3º cartão amarelo, casos de João Vitor e Cléber Santana, pra não enfrentarem o Corínthians na última rodada e, assim, anteciparem suas férias, não são indícios de que havia “governo” no vestiário!! Se bem que tal fato foi apenas um dentre tantos outros que notamos durante o ano. O mau comportamento de alguns jogadores fora de campo também comprova que faltou autoridade por quem era de dever!!

Dentro do que penso, ocorreram outras circunstâncias que nos deixaram bastante perplexos. Afinal...Ricardo Drubscki  veio pra cá e, com ele, o time pouco produziu. Mas, no comando do Goiás, houve evolução do seu trabalho e a equipe acabou o Brasileiro em 12º lugar com 47 pontos. Wágner Lopes também é outro exemplo de questionamento! Aqui...baixíssimo rendimento. No Atlético Goianiense brigou até a última rodada pelo acesso. E o atacante Rodrigo Silva que jogava no ABC, fazia gols, veio pra cá, só marcou uma vez...voltou pra Natal e lá também fez as pazes com a artilharia. Fernando Karanga é outra amostra de que, no Criciúma, carência de gols...e, no Boa Esporte, muitos marcados!! E o Paulo Baier, o Cortêz, o Serginho, o João Vítor, o Zé Carlos...outros e outros??!!

Passarinho Arrepiado me informa que o Criciúma júnior, representado, na sua grande maioria por garotos da categoria sub-17, estreou com vitória no torneio Centenário Granate que está sendo realizado na Argentina alusivo ao centenário do Club Atlético Lanús. O jogo foi nesta segunda(08) e os “tigrinhos” ganharam da Seleção do Paraguai Sub-20 por 2 a 1. O próximo compromisso será nesta quarta(10), diante do Lanús, só que da Colômbia. 

domingo, 7 de dezembro de 2014

Corínthians 2 x 1 Criciúma...prevaleceu a maior qualidade!

O Criciúma não fez feio em São Paulo, no Itaquerão! A derrota foi justa...é verdade! Mas, a garotada não decepcionou! Sete meninos da base foram escalados como titulares e mais dois utilizados durante a partida e o rendimento, no geral, não foi ruím. O Corínthians mereceu o resultado porque criou mais, foi mais ofensivo e, obviamente, expôs toda sua qualidade técnica que é bastante superior a do Criciúma. Também há de se ressaltar que o Tigre perdeu o jogo com duas falhas individuais! No 1º gol Elias se aproveitou de um erro do lateral Maicon Silva e chutou sem chances para Bruno. Na 2ª conquista corinthiana, novamente com a colaboração do lateral do Tigre e espaços proporcionados pela defesa tricolor, Fábio Santos bateu pro gol. A TV comprovou que o gol de Elias ocorreu após o atleta estar em posição de impedimento. E, ainda na 1ª etapa, Gustavo fez um gol para o Criciúma e a TV confirmou que o lance foi anulado de forma equivocada pela arbitragem. Quando recebeu a bola, Ricardinho não estava impedido antes de tocar para o atacante do Tigre.

Analisando individualmente o que fizeram os jogadores do Criciúma...Bruno me pareceu estar um pouco intranqüilo, levou o 1º gol, sem culpa, e se machucou no lance. Foi substituído por Édson que fez boas defesas. Nota 6 para Bruno e 7 merece seu substituto. Maicon Silva fez um mal 1º tempo. Escorregou e se atrapalhou todo ao tentar dominar a bola. Sua falha foi fatal e o Corínthians marcou. É preciso reconhecer, entretanto, que melhorou um pouco na 2ª etapa juntamente com todo o time. Nota 5. A dupla de zaga do Criciúma não mostrou segurança. Joílson e Iago Maidana deram muitos espaços ao perigoso sistema de ataque do adversário. Nota 5 pra Iago e 4, Joílson. Giovânni, por sua vez, não esteve mal. Claro que está longe de ser o lateral que o Criciúma precisa! Masss...Giovânni por Giovânni...discreta evolução. Nota 6. O menino Barreto foi o menos produtivo do meio. Não conseguiu marcar com eficiência o bom Elias, do Corínthians. Nota 4. Rafael Pereira teve muita dificuldade para, pelo menos, tentar controlar a intensa movimentação do meio adversário. Nota 5. Ricardinho tem bom passe e fazia um bom 1º tempo e acabou substituído por Douglas com a alegação de Luizinho Vieira para melhorar a produção ofensiva do meio campo. Nota 6 pra ambos. Lucca, como de costume, correu muito! Boa movimentação, se doou ao jogo mas errou muitos passes. Jogou melhor na 1ª etapa do que na 2ª. Nota 5. Gustavo também demonstrou boa desenvoltura. Embora o fato de jogar muito de costas pro adversário o prejudica. Nota 6. Entrou Gabriel que não teve muito tempo pra mostrar algo. Sem nota. E...Róger(em destaque na foto abaixo), penso eu, foi o melhor do Criciúma em campo. Fez o gol e procurou se soltar mais do que em jogos anteriores. Nota 7.

Luizinho Vieira perdeu a primeira depois que assumiu interinamente o time neste Campeonato Brasileiro. Se diz preparado para assumir, de forma oficial, já pensando na próxima temporada. Dá mostras de ousadia e ambição. Nota 7 pra ele. E...sobre técnico, minha opinião é de que o Criciúma vai precisar de experiência, trabalho e disciplina pra começar 2.015. Particularmente, prefiro que Luizinho Vieira fique na base e um outro profissional seja contratado. Raimundo Queiroz, o executivo do futebol, diz que vai esperar o Campeonato Brasileiro Sub-20 pra contratar...jogadores e a nova com. técnica. Huummm...então ta!

Números de Corínthians 2 Criciúma 1. Nove faltas do Corínthians, 11 do Criciúma. A gol, o Corínthians chutou 12 vezes; o Tigre duas...só! Pra fora, 6 a 5 pro Corínthians. Escanteios, empate em 7 a 7. E, impedimentos, um no ataque corinthiano; 4 no ataque do Criciúma. Renda...pouco mais de 2 milhões; público de 38.413,00. Vamos pra 2.015 e a próxima do Criciúma em 1º de fevereiro contra o Guarani, de Palhoça, em casa, pelo Estadual.

sábado, 6 de dezembro de 2014

Que chances tem o Criciúma na Arena Corínthians?

Poucas ou quase nenhuma! Só uma zebra daquelas que ainda não ocorreu com o Tigre este ano poderá fazer com que o Timão não vença o jogo deste sábado, no Itaquerão, as 16:30. Claro que o favoritismo é total do Corínthians! O Criciúma chega pra esse jogo num verdadeiro “fim de feira”! A grande maioria dos jogadores que tiveram mais responsabilidade pelo descenso não vai estar em campo. O Criciúma dispensou 13, dois cumprem suspensão pelo 3º cartão, João Vitor e Cléber Santana, e Fábio Ferreira também pediu pra ir embora. Inclusive, não ficará no Tigre em 2.015. Então, do grupo que jogou quase toda a competição como titular somente Bruno deve ser escalado. Completariam o time, conforme a vontade e o que tem o interino Luizinho Vieira: Maicon Silva, Joílson, Iago Maidana e Giovânni; Barreto, Rafael Pereira e Ricardinho; Lucca, Gustavo e Roger. Assim, chegamos à conclusão de que o Criciúma vai tomar todos os cuidados para não ser goleado em São Paulo!

Quanto ao Corínthians, luta para ficar em 3º lugar na tabela de classificação e ficar com direito adquirido para entrar já na fase de grupos da próxima Taça Libertadores da América. Pra isso, entretanto, terá de ganhar do Criciúma e torcer para que o Internacional não vença sua partida diante do Figueirense, em Florianópolis. Acontece que os dois, Inter e Corínthians têm 66 pontos cada só que o clube gaúcho leva vantagem nos critérios, no caso, maior número de vitórias: 20 contra 18. Mas o Corínthians também tem seus problemas inrternos. Mano Menezes já não é tão “querido” pela torcida e alguns dirigentes, como antes. A goleada sofrida para o Fluminense, 5 a 2, fez aumentar a insatisfação de parte dos corinthianos. Se fala, inclusive, que em 2.015, Mano poderá sair para a volta de Tite. Será um jogo de certa pressão para que haja vitória convincente em cima do Tigre. Huummm...já imaginaram o que aguarda o Criciúma no palco da abertura da Copa?!

Na ponta de baixo da tabela do Brasileiro...jogos bastante interessantes neste fim de semana! Com Botafogo e Criciúma já matematicamente rebaixados, as atenções se voltam para Vitória x Santos; Coritiba x Bahia; e, Palmeiras x Atlético Paranaense. Se o Palmeiras ganhar...tchau tia Chica! Os dois baianos, Vitória e Bahia, independentemente do resultado que cada um alcançar, estarão rebaixados. O Palmeiras tem 39 pontos e, somando 3, chegaria a 42, deixando o Bahia, mesmo ganhando só podendo chegar a 40, e o Vitória, também vencendo, indo a 41 pontos. Assim, só o Palmeiras depende de si e os de Salvador têm de vencer e torcer por combinações! Vida dura da dupla baiana, hein? Agora...já imaginaram o que pode acontecer se o Palmeiras cair jogando logo na sua recém inaugurada Arena???

Passarinho Arrepiado me faz lembrar que as categorias de base do Criciúma jogam neste fim de semana. Aliás, um pouco do time júnior mesclado com garotos da categoria juvenil, estão na Argentina para um torneio internacional alusivo ao aniversário do Lanus. Já o time sub-20, propriamente dito, estréia neste fim de semana em Porto Alegre no Campeonato Brasileiro da categoria. O Criciúma jogará, pela ordem, contra a Portuguesa; e na sequência enfrentará Bahia, Corínthians e Cruzeiro. Os dois melhores passam à etapa seguinte. E, em janeiro, o Criciúma vai jogar novamente a Taça São Paulo. Luizinho Vieira dirige o time principal contra o Corínthians e se manda pra capital gaúcha afim de orientar a garotada. Aliás, os meninos precisam aproveitar oportunidades como essas pra ganhar experiência e, quem sabe, despertar interesse de outros clubes. Sem deixar passar a chance de tentar crescer tecnicamente e ser aproveitado no time de cima, pensando no começo da temporada que está por vir!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Antenor e Moacir juntos? Não! Lobo não come lobo!

O ditado popular é bastante antigo. E serve, de certa forma, pra justificar a razão do porque Antenor Angeloni e Moacir Fernandes não trabalhariam juntos no Criciúma Esporte Clube. Mas chegou-se a comentar isso? Na verdade, tal lembrança ocorre quando fica comprovado que a ausência de um homem de vestiário prejudica o bom andamento do dia a dia em um time de futebol. Cada um a seu tempo e estilo, Antenor e Moacir são dois nomes de extremo respeito, admiração e reconhecimento dos torcedores do Tigre. Entretanto, Moacir foi mais vencedor do que Antenor. Por sua vez, ao longo de suas passagens pelo Heriberto Hülse, Angeloni realizou obras, ampliou e construiu arquibancadas, além de ter “salvado” o Clube, financeiramente, quando retornou em 2.010.
Não há dúvida, entretanto, que ambos também não são unanimidades! Há contestações em relação a um e a outro...sem dúvida! Moacir Fernandes surgiu no Criciúma levado por José Ijair Conti, seu amigo e patrão na antiga Coenco, lembram? Me recordo bem que, quando da eleição ocorrida em 1.985 no ginásio Colombo Sales, eu estava na arquibancada, assisti a tudo e Guido Búrigo, que havia sido presidente anos antes, disse: “Que tal o engenheiro “dos Conti”...o Moacir pra pegar a presidência?”. O Criciúma vivia um momento ruím dentro de campo. Naqueles anos não era ambição dos catarinenses disputar campeonato brasileiro. O que todos queriam era tirar o título estadual do Joinville! Todo mundo tentava e ninguém conseguia! O Criciúma, então, era um dos mais revoltados com a seca de conquistas!
Depois de quase duas horas com alguns conselheiros e ex-presidentes discutindo o que fariam com o Criciúma, “sêo” Moacir falou o seguinte: “Se vocês querem alguém pra administrar eu pego! Mas de futebol não entendo nada!!”. Proposta aceita por todos e Pedro Izaú Conti, mais Aderlei Porto, Nério Spíllere, mais tarde Milioli Neto e Cláudio Wágner dariam uma sustentação para que Moacir formasse sua diretoria e, então, “tocasse” o futebol. Quando assumiu, Moacir viu o Criciúma jogar o hexagonal “da morte” no Catarinense de 1.985, uma vez que o time havia sido desclassificado da fase decisiva da competição. O Criciúma ganhou aquela etapa do campeonato com folga. Veio então 1.986 e, finalmente o ano da desforra!! Com a participação decisiva de seus parceiros citados acima, Moacir Fernandes e o Criciúma ganharam todas as fases do Estadual e, no fim da temporada, a premiação maior: o Criciúma, depois de “nadar..nadar e morrer na praia” em tempos passados, seria coroado com o título de Campeão Catarinense! A sequência de tudo com a série de títulos e vitórias inesquecíveis a torcida sabe “de cor e salteado”!!

Sobre o atual presidente, dono da G. A., o empresário Antenor Angeloni, lutou muito no futebol , mas não teve o mesmo êxito que Moacir Fernandes. Entretanto, foi com ele que o Criciúma, de 2.010 pra cá, conseguiu dois acessos, embora esteja bem vivo na memória de todos a recente queda pra série B do Campeonato Brasileiro de 2.015. Mesmo assim, como instituição e clube de futebol, nos dias de hoje, o torcedor do Tigre tem completo reconhecimento em relação ao que fez, faz e ainda fará “sêo” Antenor na estrutura do Criciúma e de seu estádio! Isso jamais pode ser esquecido!! Voltando ao título da postagem... ver os dois, um comandando e proporcionando o suporte financeiro necessário e outro no futebol, no caso Antenor e Moacir, o Criciúma ficaria quase perfeito!! Masss...como disse: lobo não come lobo!!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Quem não tem passado não tem história pra contar!

Gosto de relembrar coisas de antigamente. Sou nostálgico assumido! E entendo que as vivências do que já se foi representam muito no “agora” e, de certa forma, alimentam o futuro. Ah...Gilberto, filosofando?? Nada! Não é minha praia! Mas aprecio muito as coisas que me proporcionaram aprendizado na vida...emocional, social e, claro, profissional! Por aqui...na minha terra, não tive oportunidade de ver o Metropol “deitar e rolar” nos adversários até a metade da década de 60. Aliás, vi o “Carneiro” jogar só duas vezes, ambas no estádio Heriberto Hülse. Uma na tal quebra do tabu...Comerciário 2 Metropol 1, depois de dez anos “correndo atrás”...e outra contra o Botafogo, pela então Taça Brasil de 68 que só acabou no ano seguinte com o time carioca campeão.

A história conta que o Metropol chegou à fase semifinal depois de eliminar Grêmio e Água Verde, este de Curitiba. O adversário, pra ver quem chegaria à final, o Botafogo, era treinado por Zagallo e tinha, entre outros no seu bom time, o craque Paulo Cesar Cajú. Quase dois anos depois disso, ambos seriam campeões do mundo, no México, com a Seleção Brasileira. O regulamento da época indicava uma melhor de três partidas. Pois bem...primeiro jogo lá no Rio de Janeiro, vitória dos cariocas por 6 a 1, dia 5 de dezembro de 1.968. A segunda partida foi aqui e não foi realizada no então estádio Euvaldo Lodi. A C. B. D., Confederação Brasileira de Desportos, substituída anos mais tarde pela C. B. F., entendeu que a acanhada casa do Metropol não oferecia condições nem segurança necessárias para um jogo semifinal de uma competição como a Taça Brasil. Resultado...o rival, mas co-irmão Comerciário E. C. emprestou seu Heriberto Hülse para a realização do prélio.

Foi a única vez que torci pro Metropol! Dia 8 de dezembro...68, grande público no Majestoso e renda de 43 mil cruzeiros novos. O representante criciumense ganhou por um a zero, gol de Toninho, na trave do hoje ginásio Colombo Sales, que nem existia na época...rsrs. Apitou o inesquecível jogo...Aírton Vieira de Morais, apelidado de “Sansão” por seu tipo físico e pela forma como se impunha perante os jogadores. Ele expulsou Afonsinho e Joel do Botafogo, além de Ortunho, do Metropol. O técnico do Metropol era João Carlos que mandou a campo Rubens(quanta saudade, hein?!); Vevé, Adaílton, Di , depois Cesar e Ortunho; Joel e Carbone(este mais tarde treinaria o Criciúma, inclusive); Márcio, depois Edson, Leocádio, Nilzo e Toninho. Já o Botafogo de Zagallo teve Cao; Moreira, Zé Carlos, depois Paulistinha, Dimas e Valtencir; Afonsinho e Carlos Roberto; Zequinha, Humberto, depois Lula, Ferretti e Paulo Cesar.

A Taça Brasil de 68 só prosseguiria na temporada seguinte com a realização do 3º jogo entre Metropol e Botafogo. O saldo de gols definiu que uma terceira partida fosse realizada no Maracanã só que em 2 de abril de 1.969. Bola rolando e, aos 14 minutos da segunda etapa caiu um temporal que impossibilitou a continuidade do jogo. O árbitro Armando Marques suspendeu tudo e o placar apontava 1 a 1. Sem qualquer definição para o que ocorreria posteriormente e ausente um regulamento avançado e detalhado como nos dias de hoje, o Metropol pegou o avião de volta e, na cabeça de seus dirigentes, aguardaria em Criciúma a marcação de novo confronto. De forma arbitrária, a C. B. D. programou para o dia seguinte. E isso aconteceu enquanto a delegação do Metropol estava no avião! Não havia mais tempo para voltar ao Rio de Janeiro e o Metropol foi considerado desistente do torneio. O Botafogo seguiu na disputa e, dia 4 de outubro de 1.969, mais de um ano depois de começar o torneio, ganhou a então Taça Brasil de 68, goleando o Fortaleza por 4 a 0. Então...como é bom recordar!!!

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Por que o presidente não fala?

Anda ausente o mandatário maior do Criciúma Esporte Clube e da Gestão de Ativos, o empresário Antenor Angeloni. O motivo? Talvez pretenda se preservar um pouco em razão dos vexames proporcionados pelo time em campo, culminando com o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, falta alguém no Criciúma se pronunciar a respeito do que pretende e poderá fazer o futebol em 2.015. Dentro do que penso, deve haver prioridade em relação à Série B. Ou seja, o Criciúma não poderá medir esforços para conseguir seu retorno...seu acesso novamente para a elite do futebol brasileiro! Não abro mão, entretanto, de que o Criciúma lute pela conquista do Campeonato Estadual. E, sobre este assunto, lembro que onde o Tigre chegar, nos estádios catarinenses, se ouvirá aquele côro: “ão...ão...ão, segunda divisão!”. Absolutamente normal! Inclusive, os dirigentes que estiverem à frente do Depto. de Futebol, como Raimundo Queiroz e sua comissão técnica, poderão capitalizar isso e transformar num elemento motivacional para que o time em campo mostre a grandeza do Clube! Entenderam??
Eu gostaria de saber do presidente do Criciúma o que ele, como gestor, quer para o Tigre na próxima temporada? Qual o tamanho das verbas disponíveis e que prejuízos, além de técnicos, mas também financeiros, sofre o Clube com o descenso? A G. A. vai continuar gastando como fez este ano? O Criciúma irá formar um plantel com jogadores experientes, mas baratos? Ou a idéia é montar um grupo sem grandes gastos e com atletas que estão buscando espaço? E a tão comentada interferência de Cláudio Gomes no Depto. de Futebol? Ela existe mesmo ou não? As contratações serão de incumbência única de Raimundo Queiroz ou “alguém” mais dará palpite? E a tal parceria com a Elenko Sports vai continuar? Enfim...uma série de questionamentos que todos nós que apreciamos o Criciúma pretendemos, uma hora ou outra, ter respostas!!

Algumas pistas são deixadas nas entrelinhas. Uma vez que o Criciúma já se desfez de alguns profissionais em razão de altos salários, dá pra imaginar que haverá diminuição de gastos em 2.015. E isso deverá atingir todas as áreas do Clube! Afinal, projeções envolvendo receitas para o ano que vem são com valores BEM menores do que as de 2.014. Queda de divisão...queda de grana!! A situação mais recente diz respeito a João Vítor. Sim, porque uma das alegações para a não renovação de contrato com esse jogador foi o alto salário! Muito embora...pelo que sabemos, João Vítor não ganhava tanto assim!! Seguindo na mesma linha...nesta terça(02), confirmou-se a demissão de Júlio Rondinélli, gerente de futebol, e Vitor Marcelo, que ocupava cargo na área de marketing. Me chamou atenção o fato de Júlio ter sido demitido por Cláudio Gomes! Ora bolas...o “chefe” do futebol não é Raimundo Queiroz? E, caso estivesse ausente, caberia a Lédio Daltoé, superintendente da G. A., fazer tal comunicação. Masssss...entretanto, contudo, pois pois...sigamos!

E o Passarinho Arrepiado? Andava sumido ainda tentando absorver o rebaixamento do Tigre, o título do Joinville e a heróica classificação do Avaí. O “bichinho” me soprou que o Criciúma poderá trazer Rogério Zimmermann para ser o novo treinador. Huummmm...notícia nada alvissareira! O referido profissional treinou este ano o Brasil de Pelotas e é amigo de Armando Desessarts, que ocupa função no Depto. Amador do Criciúma. Ai, ai, ai, ai...!!

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Por que só o Criciúma não ficou?

Ora bolas...em razão de uma administração repleta de erros no Depto. de Futebol! Ah...mas será que Figueirense, Chapecoense, Joinville e Avaí foram perfeitos? Não...não quis dizer isso! Masss...vale reflexão. O Figueirense esteve segurando a lanterna durante boa parte do 1º turno do Campeonato Brasileiro. Não tem um time “lá essas coisas”! Entretanto, claramente há comando e aquela história de que Argel Fucks é técnico com prazo de validade...foi pro espaço! Ele provou que já é capaz de fazer trabalhos mais duradouros. Está mais maduro e experiente e, portanto, suas idéias são absorvidas com maior facilidade por atletas e dirigentes. Além disso, o Figueirense soube aproveitar oportunidades contra adversários concorrentes diretos na briga por fuga das últimas posições. Mereceu!                                               

Da mesma forma, a Chapecoense cativou mais simpatizantes com sua forma guerreira de jogar! Tem um estilo próprio de há muitos anos visto por quem observa a turma do oeste. Lá eles fazem futebol barato e eficiente! O time nunca é passivo em campo. Há entrega e dedicação... e o resultado desejado tem sido obtido. E eles dão uma “pegadinha”: “Nós nunca fomos rebaixados!”. A frase dá uma “cutucada” nos demais catarinenses...boa tirada!!

E os dois catarinenses da B? Devemos reconhecer que o Joinville vem se planejando há algum tempo para chegar onde chegou! Segredo? Nada de especial! Só que, por trás de um grupo com espírito de Série B...competitivo e ambicioso, existe um grupo de pessoas que entendem de futebol, como produto principal de um clube como o Joinville. Quanto ao Avaí, claro que teve muita sorte! E...capacidade também! Contou com a incompetência de Boa Esporte e Atlético Goianiense, fez o dever de casa ao passar pelo Vasco na última rodada e conquistou a quarta vaga! Para desespero dos rivais alvinegros...a Ilha se vestiu de azul e o Avaí retorna à 1ª Divisão do futebol brasileiro!

Mas, Gilberto! Afinal...o que houve com o Criciúma? Apenas ele, Tigre, deixou escapar a Série A!! Sim...e é só olhar a tabela de classificação, analisar bem o que fez o Criciúma em todo o campeonato, os problemas de ordem física, técnica, jogadores que foram trazidos como solução e pouquíssimo renderam, os técnicos pouco conhecedores, dirigentes que erraram ao contratar e administrar...enfim, uma série de motivos que levaram o Criciúma a ser o pior deles! Só que o mundo não acaba e a luta continua, sim senhor! Ano que vem tem mais!!


O futebol amador da região estará em festa nos próximos finais de semana. O chamado “clássico da polenta” irá apontar o campeão da L. A. R. M. de 2.014. Caravággio e Metropolitano brigarão pelo título em duas partidas, sendo a primeira no distrito, estádio da Montanha, e a segunda no estádio Darci Marine. Por ter melhor campanha, dentro dos critérios pré-estabelecidos, o “Metrô” tem vantagem. Se não levar gol fica com o “caneco”! Boa briga que, por certo, vai movimentar principalmente Nova Veneza e os amantes do amadorismo! De um lado, Walter Guislandi...de outro, Maurílio Pereira, o “Gralha”, figura das antigas...conhecidíssimo e matreiro do futebol. Ainda sobre a Liga Atlético da Região Mineira, teremos a decisão na categoria sub-16, jogo único para Forquilhinha x Meleiro. Também boa disputa! E...nessa leva...aqui vão os parabéns para o Araranguá Esporte Clube, o AEC que no último domingo(30) ganhou o Campeonato da L. A. R. M. da 2ª Divisão! Dizem lá na Cidade das Avenidas que o objetivo é voltar ao profissionalismo a curto/médio prazo. Muito bom!!

domingo, 30 de novembro de 2014

Que festa catarinense, hein?

Parabéns ao Joinville, com todo merecimento, campeão brasileiro da Série B, igualando parte do feito do Criciúma em nível nacional. Sim! Até porque eles já ganharam também a C e a B. Pra ficar “igual” falta, claro, a Copa do Brasil! Mas, sem dúvida alguma conquista que eleva ainda mais o prestígio do futebol catarinense em nível nacional. E o JEC foi campeão usando 3 jogadores que, aqui, foram preteridos: Rogério, lateral; Éverton, meia; e, Fabinho, atacante. Sem qualquer dúvida, o Joinville se preparou sob todos os aspectos para buscar tal acesso e também o título. Entre os integrantes do depto. de futebol, lá no Joinville, estão César Sampaio, executivo; Sérgio Ramires, coordenador técnico; Toninho Camarão, preparador físico; Ramon Menezes, ex-atleta e auxiliar; o técnico Hémerson Maria; e o comando de alguém que, aos poucos, conquistou seu espaço no mundo do futebol, o presidente Nereu Martinélli, cidadão nascido em Siderópolis, aqui no Sul do Estado. Nereu adota a política de não pagar salários exorbitantes, cobrar muito...ser extremamente exigente; e, esperar que haja resposta em campo. Idéias e critérios que acabaram dando certo!

E a Capital também está em festa! Pelo menos “metade” dela! O Avaí, heroicamente, conseguiu a última vaga de acesso da Série B para a Série A no Campeonato Brasileiro! Chegou na última rodada com menores chances e acabou subindo. Ganhou do Vasco, 1 a 0, gol de Marquinhos cobrando pênalte, e foi ajudado por combinações de outros resultados. Dizem em Florianópolis que “esse Avaí fazxx coisa!”. E aprontou mais uma! Pois o Boa Esporte foi até a terra do padre Cícero, Juazeiro do Norte, precisando de uma vitória simples contra o rebaixado Icasa e perdeu de 3 a 2. Com isso, o Atlético de Goiás que jogava em casa e só necessitava ganhar do Santa Cruz, foi derrotado por 3 a 2. Resultado...o Leão da Ilha fez o dever de casa, “abiscoitou” a classificação e subiu de novo! Geninho, técnico de pulso firme e inteligente, um dos principais responsáveis pela conquista avaiana!!

No jogo daqui, Criciúma 2 Sport 2, jogo de baixíssimo nível técnico! Fraco desempenho e despedida melancólica do Tigre. De positivo, só os dois gols de Lucca. Fazendo uma análise dos jogadores que atuaram...Édson falhou no segundo gol do Sport, marcado por Éwerton Páscoa. Foi bola de escanteio na pequena área e, ali, o goleiro tem, obrigatoriamente que se impôr! Rafael Pereira jogou no Criciúma em 3 posições. Não aprovou em nenhuma. Iago Maidana precisa de maior experiência. Ainda está inseguro. Quanto a Fábio Ferreira, seu futebol “feijãozinho com arroz” não evolui. Mas, pode ficar pro ano que vem, sim! Giovânni continua dando provas que não tem bola pra jogar no Criciúma. Barreto, menino da base, não esteve bem contra o Sport. Vai jogar mais, com certeza! João Vítor e Cléber Santana, visivelmente, forçaram o 3º cartão para não irem a São Paulo enfrentar o Corínthians na última rodada. Se houvesse comando forte no vestiário isso não ocorreria. Além disso, não jogaram bem! Douglas, outro garoto, a exemplo de Róger Guedes, estiveram discretos em campo. E, Lucca, insisto que só se salvou por causa dos dois gols que marcou. Sem dúvida alguma, estamos fechando o pior ano da história do Criciúma! Nenhum grupo formado antes jogou tão mal quanto este!! Que coisa!!! 

Impressionante as homenagens em boa parte da América Latina, principalmente no México e também aqui no Brasil, para o ator Roberto Bolaños, mexicano, que infelizmente faleceu no último dia 28! Eu, particularmente, sabia que ele era querido e popular! Mas, tanto assim?? Seu país "parou" para as últimas homenagens a "Chespirito"...o Chaves, pra nós aqui do Brasil. Criou o Chapolin Colorado em 1.970 e o Chaves em 71. Gravou Chaves com sua esposa, Dona Florinda, Kiko, "sêo" Madruga e cia. até 1.984.Fez humor com uma simplicidade incomum que cativou milhões de pessoas de todas as idades e em todo o mundo! Deixa saudades!! Isso...isso...isso!!

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Futebol é pra quem sabe fazer futebol!

Este é um dos maiores desafios para os que trabalham num clube de futebol. Pouco resolve ter condição estrutural, base financeira e administração segura na respectiva instituição se o conhecimento do futebol, na sua essência, não for dos mais aprofundados. Por certo o leitor, de outro modo, pode questionar sobre a sabedoria sem dinheiro?! Pode e deve! Mas quem conseguir aliar o aspecto econômico com competência pra “mexer” com a bola e seus “derivados”...com certeza chegará ao sucesso em curto ou médio espaço de tempo!

No caso do Criciúma Esporte Clube, ficou bem claro que em 2.014 o comando da Gestão de Ativos proporcionou tudo conforme o “figurino” para que Cláudio Gomes e cia. pudessem fazer bom trabalho. Recentemente, o ex-diretor de futebol reconheceu que sua passagem pelo departamento mais importante do Clube não foi das mais felizes. Admitiu erros e retornou para o Marketing onde, anteriormente, alcançou grande sucesso. Dizem que Cláudio Gomes foi centralizador na forma de gerir e comandar. Eu também seria! Pra quem não sabe ou não se liga...o próprio Antenor Angeloni dirige o Criciúma no regime presidencialista! Ele manda!! É frase corrente no Heriberto Hülse que não se faz nada, “não se compra uma agulha” sem que o presidente “assine embaixo”!! De certa forma, isso também é centralizar o poder. E, longe de defender Cláudio Gomes como alguns pensam...pois também tenho divergências em relação a atitudes suas. Algumas? Pois bem...não posso concordar com as contratações de Gilmar Dal Pozzo e, antes, de Danilo Alves, Higor, Maicon Silva e outros que não deram nenhuma resposta positiva! Da mesma forma...láááá no fim do ano passado, a permanência de Argel Fucks poderia ter sido tratada de outra forma! Cláudio também levou algumas pessoas para o Depto. de Futebol e depois eles saíram reclamando de “fritura”!! Por outro lado, a grande maioria de jogadores contratados...casos de Galatto, Cortêz, Eduardo, Paulo Baier, Lucca e Zé Carlos; além das renovações com Fábio Ferreira, João Vítor e Serginho...tudo foi aprovado pela grande maioria da imprensa e torcida! Todos têm consciência disso? Lembram bem??

Pois, eis que saiu Cláudio Gomes e Raimundo Queiroz assumiu o Depto. de Futebol do Criciúma. Entretanto, há quem aposte que, mesmo assim, Cláudio Gomes vai continuar mandando ou, no mínimo, dando palpites no futebol. Sinceramente, não acredito que isso ocorra e muito menos creio que Raimundo se sujeite a tal situação! Masss...é uma questão de pouco tempo para acompanharmos o desenrolar dos acontecimentos. Na minha maneira de pensar, o novo executivo do futebol no Criciúma vai comandar todo o processo de transição envolvendo a formação da nova comissão técnica e as possíveis contratações de jogadores... sem qualquer intromissão!! Então... aguardemos!!

Passarinho Arrepiado vibrou com a conquista do Atlético Mineiro...campeão da Copa do Brasil! É a primeira vez que o Galo levante esse caneco, se igualando ao Tigre, me lembra o “bichinho”.  Justíssima a conquista de um time que demonstrou estar mais inteiro do que o adversário nos dois jogos finais. Particularmente, gostei muito em razão do técnico atleticano ser Levir Culpi, o melhor treinador que já passou pelo Criciúma! Há de se destacar, por sua vez, que o Cruzeiro mesmo perdendo acabou comemorando! Alguns jogadores da Raposa, inclusive, chegaram a dar volta olímpica no Mineirão porque, no domingo passado(23), eles confirmaram a conquista antecipada do Campeonato Brasileiro. Parabéns a ambos, Atlético e Cruzeiro, e ainda a um terceiro clube mineiro que recentemente ganhou a Série D do Brasileiro: o Tombense Futebol Clube, da cidade de Tombos!!

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

O Criciúma precisa contratar um goleiro?

Sim...com certeza! Tínhamos três bons jogadores prá  “debaixo do gol”: Luiz, Bruno e Galatto. Com a lesão de Luiz, no jogo diante do Goiás, dia 14 de setembro, Galatto chegou a ser titular e depois Bruno ganhou a posição. Há quem diga que Luiz quer voltar pro ano que vem. Penso que seria uma boa opção, pois trata-se de um goleiro com qualidades. Sobre Galatto, que já foi mandado embora, me passou a impressão de ter “largado”, na linguagem do futebol. Se acomodou e também demonstrou estar sem motivação...assim como outros, é verdade! Quanto ao garoto Bruno, por ser da casa, é o que tem maior identificação com o Clube. Merece reaproveitamento em 2.015, sem qualquer dúvida! Andou falhando? Sim! Mas com uma defesa em que a bola não sai de perto da área.... chega um momento em que, de tanto insistir, ela acaba entrando! A posição de goleiro é o início da tal “espinha dorsal” que sempre é citada como o ponto de equilíbrio para a montagem de um bom time! Assim, um goleiro bom e seguro; dois zagueiros, sendo com velocidade e rápido poder de recuperação; um volante que marque e tenha bom passe; além do tal meia de chegada à frente; e um centroavante goleador...são predicados necessários para formar uma equipe de qualidade.
Pelo futebol que tem, o goleiro Bruno merece continuar no Tigre e "brigando" pra ser titular!

Se formos juntar o número de jogadores que o Criciúma tem na base mais os que fazem parte do atual plantel no grupo principal, talvez um bom número de atletas possa ser aproveitado no início de 2.015. Mas, colocar à disposição da comissão técnica não implica titularidade! Provavelmente serão 28 a 32 atletas para jogar as três competições do ano que vem...números que servem como base para projetar a quantia que geralmente é solicitada pela grande maioria dos treinadores. Pois, dentro do que penso, João Vitor, as vezes contestado, é jogador, sim senhor, pra ser aproveitado dentro de um contexto de titularidade. O ex-Palmeiras estreou pelo Tigre em 23 de janeiro do ano passado e, se for escalado diante do Sport, no próximo sábado(29), completará 100 partidas com a camisa do Criciúma. Nas 99 anteriores, João Vítor ganhou 34, empatou 26 e perdeu 39. Joga como volante ou armador e não é artilheiro. São só 6 gols assinalados. De outro modo, João Vítor é marcado pelo número de cartões que recebe. Já foram 31 amarelos e 4 expulsões! Importante destacar que não se trata de nenhum craque! Entretanto, para jogar ano que vem o Estadual, a Copa do Brasil e a Série B...serve, com certeza!

O Passarinho Arrepiado faz suas observações, sempre atento ao que acontece no estádio Heriberto Hülse. Pois o “bichinho” conseguiu informações de que no quadro associativo, pelo menos até o momento, há ainda pouca inadiplência em razão da queda pra Série B do Campeonato Brasileiro. Em números aproximados, o Criciúma chegou a passar da marca dos 14 mil sócios. Foi o pico da campanha quando do começo da Série A. Com o tempo...esse número caiu pra 10.600 e, de certa forma, se estabilizou. Depois da confirmação do descenso, foram pouco mais de 130 cancelamentos. Entretanto, o mais comum é o associado simplesmente deixar de pagar a partir do próximo vencimento. Talvez tenhamos realmente uma queda considerável no número de sócios do Clube. Alguns revoltados em razão da má campanha em toda a temporada, outros porque se “apertam” financeiramente e...aqueles que só se incorporaram ao quadro porque o Criciúma iria enfrentar os grandes do nosso futebol. Minha opinião é de que, quem realmente torce, acompanha o time seja lá em que série ou divisão for! Claro que uma campanha como a que estamos vendo o Criciúma fazer em 2.014 causa manifestação de contrariedade! Massss...sempre cito que a vida segue e a torcida tem que exigir um time competente e competitivo para que, já no ano que vem, o Tigre recupere seu lugar na Série A para 2.016. Como tudo no dia a dia...a luta continua!!

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Paulo Baier ainda foi o “cara”!

Seu desempenho foi bem abaixo do esperado. Mas a pobreza técnica no Criciúma, em 2.014, foi tanta que, mesmo assim, Paulo Baier ainda conseguiu ser o artilheiro do time na atual temporada!! Ele marcou 9 gols, sendo 4 no Campeonato Brasileiro e outros 5 durante o Catarinense. Foi o goleador do Criciúma nas duas competições! Este ano o Criciúma foi tão abaixo da linha de mediocridade que seu atleta com melhor aproveitamento marcou só 9 vezes!! Há de se ressaltar que Paulo Baier não foi sempre titular e, as vezes, ficou só no banco, não entrando em alguns jogos e, em outros, nem relacionado esteve! Mesmo assim, Paulo Báier, tenho absoluta certeza, sai de cabeça erguida e consciente de que tentou...tentou, mas não deu! O site oficial do Criciúma, inclusive, tem postada uma manifestação do jogador se despedindo do Clube. Esta é a terceira passagem de Paulo Baier pelo estádio Heriberto Hülse e, sem dúvida alguma, a mais discreta. Lembro das outras duas quando era mais jovem e tinha, obviamente, melhor condicionamento físico e, por conseqüência, uma técnica mais apurada. Já, em 2.014, quando completou 40 anos, a “pegada” não era mais a mesma, o pique também não e os problemas no tornozelo se agravaram. Uma somatória de adversidades que impediram o desenvolvimento de melhor futebol. Sabíamos que seria muito difícil ele jogar aqui o que jogou no Atlético Paranaense, em 2.013. Mas, eu particularmente, esperava mais do “velhinho”! Mesmo assim, por tudo o que fez...e quem tem memória e reconhecimento sabe a que me refiro...o torcedor do Criciúma agradece a Paulo Baier!!
O Criciúma e sua torcida receberam Paulo Baier de braços abertos. O futebol em campo não foi dos melhores. Mesmo assim, deixa boas lembranças!
.
Vou preferir me esquivar das questões envolvendo especulações sobre a contratação do novo técnico. Um critério meu! Mas debater o tema, acho interessante. Há rumores na casa da Gestão de Ativos que estariam pensando em dar oportunidade para que a dupla Luizinho Vieira/Wílson Waterkemper comande a comissão técnica no começo da próxima temporada. Antecipo que não sou favorável a isso. Por que? Simples! Tenho a certeza que se não houver uma boa largada no Campeonato Estadual, que é a primeira competição a ser disputada, ambos serão fritados! E não me venham dizer que “ah...Gilberto, desta vez será diferente!!”! Balela!! Num primeiro momento, parece ser interessante a idéia. Masss...conhecendo a forma como o “pessoal da casa” é tratado...é melhor que Luizinho e Wilsão continuem  nas suas atuais funções onde a responsabilidade é menor. Assim, aguardemos pelo término do Campeonato Brasileiro e o caminho que Raimundo Queiroz irá tomar.

Numa hora dessas, depois de um resultado de empate obtido fora de casa contra o Flamengo, o mais correto é manter a base do time que jogou no Maranhão. Talvez a entrada de Roger em lugar de Bruno Lopes possa ser a única alteração a ser processada pelo interino Luizinho Vieira. Sei que não vale mais nada em termos de pontuação ou campanha no atual Campeonato Brasileiro. Mas, entendo que o goleiro Edson, o zagueiro Iago Maidana e o volante Barreto merecem nova oportunidade. Uma sequência, mesmo que só em três jogos restantes,o que passou mais os dois últimos, poderá render bons frutos pra quem está buscando espaço e chance para ser aproveitado no ano que vem.